Ovinos Morada Nova
Ovinos Morada Nova

OVINOS MORADA NOVA – Os ovinos (Ovis aries)possuem genes para a produção de lã e genes para a produção de pelos (ou fibras meduladas). As raças de formação mestiça, como a Bordaleira de Portugal, apresentam a possibilidade de gerar crias deslanadas, quando seus descendentes são submetidos a uma seleção natural em ambiente impróprio para o desenvolvimento de lã como é o caso do Nordeste brasileiro, onde o ambiente dificultou a difusão dos ovinos portadores de uma capa de lã (denominada velo), enquanto que favoreceu aqueles desprovidos de lã e recobertos de pelos (Deslanados do Nordeste). Entre os anos de 1937 e 1938, o Professor Otávio Domingues, visitando o Município de Morada Nova, no Ceará, registrou a presença de animais deslanados, de pelagem vermelha, queixo curto, olhos pequenos, cascos pretos e o rabo com ponta branca. Nos anos subseqüentes foi observada também, a presença, em outros municípios cearenses e no Piauí.

Características Aptidão carne e pele de alta qualidade. Deslanados,, com pêlos curtos,pelagem vermelha ou branca. Os machos adultos pesam de 40 kg a 60 kg e as fêmeas adultas de 30 kg a 50 kg. Muito fértil e prolífera. Apresenta boa habilidade materna. Animais rústicos e bem adaptados às condições edafo-climáticas da zona Semi-Árida da Região Nordeste. Pele de excelente qualidade.

PADRÃO RACIAL MORADA NOVA – Serviço de Registro Genealógico Ovino

CARACTERÍSTICA

IDEAL 

PERMISSÍVEL

DESCLASSIFICANTE

1. CABEÇA

 

 

Larga, alongada, focinho curto bem proporcionado.

 

 

 

 

 

 

- Perfil 

Subconvexo 

  

 

- Orelhas

 

 

Orelhas bem inseridas na base do crânio e terminando em ponta. 

 

 

 

Orelhas grandes e pendentes.

 

 

- Chifres 

Mochos 

 

Presença de chifres

- Olhos 

Olhos amendoados.

 

 


CARACTERÍSTICA

IDEAL 

PERMISSÍVEL

DESCLASSIFICANTE

2. PESCOÇO

 

 

Bem inserido no tronco, com ou sem brincos. 

-

 

 

 

 

 

CARACTERÍSTICA

IDEAL 

PERMISSÍVEL

DESCLASSIFICANTE

3. TRONCO 

  

 

 

- Peito 

  

 

Constituição débil. 

- Linha Dorso-lombar

 

 

Reta, admitindo-se ligeira proeminência de cernelha nas fêmeas.
Cauda fina e média; não passando dos jarretes. 

 

 

 

 

Cauda excessivamente grossa, curta ou mais de 25% de cor branca
Lordose, cifose e escoliose;

 

 

 

- Tórax 

  

  

  

- Ventre 

 

 

  

  

- Ancas 

 

  

  

- Garupa 

Curta, com ligeira inclinação. 

  

  

CARACTERÍSTICA

IDEAL

PERMISSÍVEL

DESCLASSIFICANTE

4. MEMBROS 

Finos e bem aprumados. 

- Conformação e aprumos defeituosos 

- Cascos 

Pequenos e escuros. 

Claros 

Despigmentados 

CARACTERÍSTICA

IDEAL

PERMISSÍVEL

DESCLASSIFICANTE

5. ÓRGÃOS GENITAIS 

 

 

 

 

 

 

- Testículos

 

 

Normalmente desenvolvidos e móveis.

 

 

 

 

Criptorquidia, monorquidia, hipoplasia ou acentuada assimetria testicular. 

- Bolsa Escrotal 

Pele solta. 

  

 

- Vulva ,

Bem desenvolvida.

  

Qualquer anomalia. 

CARACTERÍSTICA

IDEAL 

PERMISSÍVEL

DESCLASSIFICANTE

6. APARELHO MAMÁRIO 

-

- Úbere 

  

 

 

- Tetas 

  

CARACTERÍSTICA

IDEAL 

PERMISSÍVEL 

DESCLASSIFICANTE

7. PELAGEM

 

 

Variedade Vermelha:  Pelagem vermelha em suas diversas tonalidades; cor mais clara na região do períneo, bolsa escrotal, úbere e cabeça. Cauda com ponta branca.
Variedade Branca: Pelagem branca 

 

Presença de sinais pretos.

 

 

Pelagem atípica, descaracterizada; - Manchas de qualquer cor, sobre as pelagens branca ou vermelha;

 

 

- Pele

 

 

Escura, espessa e recoberta de pelos curtos, finos e ásperos. 

 

 

 

Despigmentada.

 

 

Excessivamente fina. 

- Mucosa 

Escuras 

Claras 

Despigmentadas.