Caprinos Anglonubianos
Caprinos Anglonubianos

Arquivo professora Aurora Gouveia

ANGLONUBIANA_24092008_211112_maxi.jpgCaprinos – Raça Anglonubiana -. Aptidão leite, carne e pele.  Pertence às raças do tronco das cabras Asiáticas-Africanas, sendo originária, por volta de 1860, de cabras tipo Nubiana do vale do Alto Nilo, da região de Núbia, no atual Sudão, cruzadas com cabras comuns da Inglaterra após intenso processo de seleção, com base na dupla aptidão isto é, leite e carne. A raça é explorada em vários países e foi introduzida no Brasil por volta de 1932. Adaptou-se muito bem no Brasil, produzindo mestiços com boa aptidão leiteira, precoces e com carne de qualidade. É criada em todos os estados do Brasil sendo muito utilizada para cruzamentos absorventes. Produz, com caprinos comuns (sem raça definida), mestiços dotados de boa aptidão leiteira, de crescimento rápido e produtores de carne de boa qualidade.

No Nordeste brasileiro e norte de Minas, a raça anglonubiana é bem aceita pelos produtores e difundida em virtude da sua adaptação às condições edafo-climáticas da zona semi-árida. Ainda existem produtores e técnicos, que consideram a raça como de dupla aptidão. No entanto, na atualidade, os Estados Unidos lideram trabalhos técnico-científicos para desenvolver linhagens diferenciadas para leite e para corte. Produz média diária de leite menor do que todas as raças especializadas leiteiras exploradas no Brasil e apresenta um período de lactação mais curto. Produz em média dois quilos de leite por dia numa lactação de sete meses com 6% de gordura. Os cabritos vão para o abate aos 2-3 meses já com 21 a 22 Kg. O leite da cabra Anglonubiana apresenta-se com aproximadamente, 1% a mais em gordura em comparação ao das raças Alpinas.

É uma cabra de aspecto alerta e atraente. Embora parecida com a Nubiana, é a mais alta e mais elegante, mais forte, produz mais carne, porém é menos leiteira. Mesmo assim, é boa produtora. A prolificidade é quase tão boa como a da Nubiana. Os cabritos são grandes, robustos, precoces e de carne muito boa.

Características
Animais robustos e de porte grande. Fêmeas pesam, em média 55 kg a 65 kg e os machos variam de 70 kg a 95 kg. A altura na cernelha, em animais adultos, varia de 0,70 m a 0,90 m nos machos e de 0,60 m a 0,70 m nas fêmeas. Produz média diária de leite menor do que as raças especializadas leiteiras exploradas no Brasil e apresenta um período de lactação mais curto. O leite da cabra Anglonubiana apresenta-se com aproximadamente, 1% a mais em gordura em comparação ao das raças Alpinas.

PADRÃO RACIAL ANGLONUBIANA – Serviço de Registro Genealógico Caprino

CARACTERÍSTICA IDEAL  PERMISSÍVEL DESCLASSIFICANTE
1. CABEÇA     Bem conformada e proporcional ao corpo, mais fina e delicada na fêmea.        Prognatismo, retrognatismo ou hipognatismo 
- Perfil  Convexo  -Sub-convexo Côncavo, ultraconvexo, reto no macho 
- Orelhas     Implantação alta, médias a longas, espalmadas, pendentes, dirigidas para fora e voltadas para frente nas extremidades ultrapassando a ponta do focinho em até 3 cm.  Mais curtas que o focinho, indo até a comissura labial.     Eretas, pequenas, ou excessivamente longas    
- Chifres  Com chifres ou amochados.  Mocho. 
- Olhos Grandes, castanhos claros. 
2. PESCOÇO     Bem implantado, musculoso, médio com ou sem barbela, nos machos. Delicado e bem levantado nas fêmeas.  -     Fino nos machos    
CARACTERÍSTICA IDEAL PERMISSÍVEL DESCLASSIFICANTE
3. TRONCO     Bem conformado, longo e profundo. Corpo bem proporcionado, com as espáduas dispostas de tal forma a dar um costado largo e cheio.  -     Estreito e curto    
- Peito  Amplo, musculoso e profundo. - Excessivamente estreito, interferindo nos aprumos. 
- Linha Dorso-lombar  Retilínea e larga.    -Cifose, lordose ou escoliose 
- Tórax     Amplo, profundo, costelas bem arqueadas. Grande perímetro do tórax. -    
- Ventre  Amplo, profundo e de boa capacidade.
- Ancas Bem separadas. 
- Garupa  Ampla, longa e larga, suavemente inclinada.  Curta, estreita, muito inclinada. 

CARACTERÍSTICA
IDEAL PERMISSÍVEL DESCLASSIFICANTE 
4. MEMBROS     Fortes, bem proporcionados, alongados e bem aprumados.  -     -    
- Cascos  Fortes, escuros     

CARACTERÍSTICA
IDEAL  PERMISSÍVEL DESCLASSIFICANTE
5. ÓRGÃOS GENITAIS             
- Testículos     Normalmente desenvolvidos, móveis e médios.  -     Criptorquidia, monorquidia hipoplasia, hiperplasia, acentuada diferença entre testículos, presença de granuloma. 
- Bolsa Escrotal  Tamanho médio, pele solta e flexível. 
- Vulva  Normalmente desenvolvida.     
CARACTERÍSTICA IDEAL  PERMISSÍVEL DESCLASSIFICANTE 
6. APARELHO MAMÁRIO     
- Úbere  Volumoso macio e bem inserido     
- Tetos     Simétricos, dirigidos ligeiramente para frente.         
CARACTERÍSTICA IDEAL  PERMISSÍVEL DESCLASSIFICANTE
7- PELAGEM     Pelos curtos, podendo variar de preto ao quase branco, castanho-escura ou parda, em todas as tonalidades, ou manchada, por vezes sem predominância de qualquer das cores. Pelos médios     Pelos longos    
- Pele  Frouxa      
- Mucosa  Predominantemente escura.  Clara, conforme pelagem